Educultivando

Ensaio fotográfico baseado no artigo da cartilha de direitos humanos em que todos têm direito à educação.

A ideia aqui era mostrar como a educação e a cultura são elementos necessários para o crescimento e “desabrochar” do espírito humano. Foi meio trabalhoso e certamente um tanto constrangedor pendurar livros no quintal do meu prédio enquanto ignorava os olhares atravessados dos vizinhos e passantes, mas gostei muito do resultado. Clique no botão abaixo para conferir a galeria!Leia mais »

Mutirão organizado pela Defensoria presta assistência a mulheres

Evento busca incentivar as mulheres a denunciarem abusos e buscar seus direitos

Começou hoje (06/03), às 09h, o mutirão de informações organizado pela Defensoria Pública do Distrito Federal, na plataforma inferior da rodoviária do Plano Piloto. No local, defensores públicos estão à disposição para explicar às mulheres interessadas quais são os seus direitos e como reivindicá-los. O Departamento Psicossocial da Defensoria também está presente para oferecer apoio às mulheres vítimas de violência. O evento continua até às 16h e marca o encerramento da Semana da Mulher promovida pela DPDF.

O defensor público-geral do DF, Ricardo Batista, explicou que o evento pretende estimular as mulheres a denunciarem casos de violência de gênero, o que vai além da agressão física. “As mulheres nos procuram para assistência jurídica nas questões de trabalho, igualdade social e também conflitos familiares, nos assuntos que envolvem seu interesse: divórcio, pensão alimentícia e regulamentação de visita em relação aos filhos menores”, esclareceu.Leia mais »

Herança do hoje

A procura por profissionais capacitados em conservação e restauração de documentos é crescente. Brasília não tem graduação na área

Cerca de 90 profissionais trabalham com restauração e conservação de livros e documentos no DF. Eles lidam com um acervo de mais de 50 mil obras espalhadas por bibliotecas e órgãos públicos e, além da grande carga de trabalho, encontram dificuldade para ter a profissão reconhecida por lei. “Não temos segurança nenhuma para trabalhar, piso salarial e qualquer um pode se dizer restaurador, mesmo sem qualificação”, resume a professora da Associação Brasileira de Encadernação e Restauro (Aber), Luíza Kumagai.

Leia mais »

Defensoria leva assistência jurídica a internas da Penitenciária Feminina

Na manhã desta quarta-feira (04/03), 50 internas da Penitenciária Feminina do DF, localizado no Gama, assistiram à palestra “Direito das mulheres em situação de prisão”, oferecida pela Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF). As defensoras públicas Denise Lavor e Regina Barreto se revezaram para esclarecer dúvidas sobre redução de pena, indulto e outros benefícios por bom comportamento. A atividade faz parte dos eventos programados para a Semana da Mulher da DPDF.

“O objetivo dessa palestra é conscientizar as internas da importância de fiscalizar a pena e contabilizar seus benefícios”, explicou Lavor. Ela recomenda que as detentas e seus familiares recorram ao Núcleo de Execução Penal da DPDF sempre que tiverem alguma dúvida. “A maior arma de vocês é a escrita”, ressaltou. Além do atendimento no Núcleo e por correspondência, a Defensoria atende cerca de 70 internas por mês em suas visitas ao presídio.Leia mais »

KM 030

 

De longe, uma das experiências que mais me fizeram crescer no curso. Passar três dias em outra cidade e tendo que cobrir diversas áreas me fez valorizar a apuração prévia, a ter iniciativa e a entender que na hora H não existe isso de “só fazer a foto”: todo mundo é repórter. Além da matéria que abre a revista e contribuição em outras pautas, diagramei a editoria de cidade em uma única tarde.

Dia internacional de combate à mortalidade materna

As complicações durante o período de gravidez podem ser resultado de negligência médica. Nesses casos, saiba como a Defensoria pode ajudar

Nesta quinta-feira (28), se comemora o Dia Internacional de Combate à Mortalidade Materna, ou seja, quando a morte da mulher ocorre entre o pré-natal e até 42 dias após o parto, por razões diretamente ligadas à gravidez. Os dados mais recentes divulgados pelo SUS revelam que 24 mulheres morreram nessas condições no ano de 2013 apenas no Distrito Federal. Mais do que problemas de saúde, as mortes podem ser causadas por negligência no atendimento, o que constitui um tipo de violência à mulher, mesmo quando ela sobrevive.Leia mais »

Litteras

Exercício final para a disciplina de Planejamento Gráfico, a primeira que me fez virar noites na faculdade. Tenho muito carinho por ela, especialmente porque o projeto editorial foi meu. Hoje eu vejo vários erros, claro, mas foi uma ótima experiência.